domingo, 1 de agosto de 2010

You say goodbye and I..


Dar Adeus dói. Dói muito. Saber que parte de você foi embora e que nunca vai voltar é como uma morte, mas ninguém ousa dizer. Ver seu passado tão doce e tão completo dançando um balé na sua frente e rindo, ah, como ria, o seu passado ria de ti e a doce ironia do destino se juntava a ele. Com os olhos e o coração você queria se atirar a eles, para sempre. Mas com a obediência de uma criança que foi ameaçada à uma sova, você só cala e segura o nó na garganta. Abaixa a cabeça, caem algumas lágrimas, você as seca sem que ninguém perceba, sem que ninguém lembre o quanto o dançarino de balé era importante para você. Levanta a cabeça, cê o dançarino indo embora, vira o rosto e ri, como se nada tivesse acontecido. Como se não houvesse uma lámina raspando cada tecido do seu coração.

Falsidade ? Não, chama-se vida.

6 comentários:

Renata disse...

Infelizmente as despedidas fazem parte de nossa vida. É só a vida.
Amei, lindo o texto.
Beeijos

Debbys disse...

ah, é triste.. eu sou uma pessoa que sofre muito de saudades... tem pessoas que não podem ficar mais de uma semana longe de mim, senão.. bom, não sou boa com despedidas, partidas e etc.... acho que preciso trabalhar isso em mim... =[
bjsss

Caroline disse...

Alguém uma vez me disse que a vida é como os pés de uma bailarina, bonito por fora, mas por dentro... nem tanto.
Linda postagem!!!
Bjuus

Jana Barreto disse...

é triste, é doloroso. mas a vida é assim mesmo. O melhor é deixar o passado lá atrás e viver o presente. No fim, a gente supera, ou pelo menos coloca em segundo plano. :)

Beijuh!

Italo Stauffenberg disse...

Obrigado pela visita!

Volte sempre

ótimo texto, me fez refletir!

http://manuscritoperdido.blogspot.com

Erica Ferro disse...

A vida é um eterno "se encontrar e se despedir".